Máxima I


Não olhar para o passado como um mundo de possibilidades, mas antes para o futuro.

2 comentários:

ricardo disse...

Conselhos para o ricardo, portanto...

olha, não utilizes a palavra "futuro", para que não pareça haver contradição com a maxima 3 ("não deixar que o passado ou futuro o influencie") - porque não ha contradição nenhuma, mas assim parece
... eu sei que escrever maximas é mais complicado do que escrever teses (com tudo explicadinho, etc)

Pastor disse...

Como te disse, vou explicar aqui a não existência de contradição:

Como se pode ver, na Máxima I, não é referida qualquer influência entre presente e futuro, mas, a haver, seria do presente sobre o futuro, i. é, existe a hipótese de o presente influenciar o futuro, se conseguir ver nele um mundo de possibilidades.

Logo, e dito isto, esclareço qualquer dúvida que alguém possa vir a ter nesta questão.

Quanto a ti, amigo, sei que entendeste desde o início, e obrigado pela oportunidade para esclarecer este ponto.